Tudo as coisas ou algo assim

terça-feira, 3 de abril de 2012

Sérgio Mallandro - Um Capeta em Forma de Guri






Um Capeta Em Forma de Guri
Sérgio Mallandro

Co - nhe - ci um capeta em forma de guri
Co - nhe - ci um capeta em forma de guri

De uma família tradicional
Surgiu menino era mesmo infernal
Seus primeiros passos ainda neném
Já foram butinadas na canela de alguém

Co - nhe - ci um capeta em forma de guri
Co - nhe - ci um capeta em forma de guri

Crescendo o menino pra escola entrou
De cara feia logo a professora olhou
No meio da aula um teco final
Mandou o coleguinha logo para o hospital

Co - nhe - ci um capeta em forma de guri
Co - nhe - ci um capeta em forma de guri

Depois da aula, na bola era o tal
Quebrar a vidraça para ele é normal
Mas um belo dia, por perder um gol
Botou fogo na casa e depois derrubou
QUE CAPETA

Co - nhe - ci um capeta em forma de guri
Co - nhe - ci um capeta em forma de guri

Aos 18 anos, resolveu namorar
Pois seu coração queria se apaixonar
Um lindo brotinho ele conquistou
Mas no primeiro beijo, os dentes dela quebrou

Co - nhe - ci um capeta em forma de guri
Co - nhe - ci um capeta em forma de guri

Depois disso tudo, consegiu se casar
E seu casamento não quero lebrar
Saiu da Igreja de shorts e blusão
Dizendo a todo mundo que era filho de Adão
SAI CAPETA

Co - nhe - ci um capeta em forma de guri
Co - nhe - ci um capeta em forma de guri