Tudo as coisas ou algo assim

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Black Sabbath preocupado com "problemas" de Baker

black sabbath
Tony Iommi ofereceu um pouco mais de visão sobre como a banda sera depois da substituição de Bill Ward para a confecção de 13 - seu primeiro álbum com Ozzy Osbourne, desde 1978.


Eles escolheram o baterista de Rage Against The Machine Brad Wilk para tirar o banquinho para as sessões de gravação após preocupações de Iommi ao longo do tempo, ditadas por seu tratamento contra o câncer , o impediu de continuar as conversações com Ward alem de seu contrato.

Antes de Wilk ser escolhido, o produtor Rick Rubin queria colocar Ginger Baker para o papel.
Mas Iommi disse  : "Nós tentamos alguns bateristas de grande nome - e um numero muito grande debateristas. Eles eram grandes, mas Rick foi uma sugestao pasticular de Brad. Ele fez um trabalho árduo, ele foi jogado no fundo do poço e que ele estava muito nervoso. Ele se acostumou a nós, nossas piadas, a nossa forma de brincadeira ao redor. "
E enquanto o baixista Geezer Butler acredita que a banda poderia estar jogando sua última turnê , Iommi não perdeu a esperança em outro registro. "Tudo depende da minha saúde - mas eu não acho que seria algo difícil de se fazer", diz ele. "Eu tenho muitas ideias e coisas, mas nós vamos ter que ver o que acontece depois da turnê."
Enquanto isso, o grande baterista Mike Portnoy assumiu a atual encarnação do Sabbath’s não deve ser considerada como uma reunião.
Ele diz  : "Eu não tenho nenhum problema se Bill Ward não está apto, como eles estão dizendo. Eu não tenho nenhum problema se eles estão tendo problemas e não poderia concordar em algo que era justo.
"Meu problema é que eles estão chamando de uma reunião Black Sabbath . Não é sem os quatro - agora é apenas a mais recente linha de Black Sabbath.
"Por que isso é do Black Sabbath, mas Heaven And Hell  não era do Black Sabbath? Se eles precisam fazê-lo sem Bill, não chamá-lo de uma reunião. "