Tudo as coisas ou algo assim

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Golpe de Estado - Sem Elas





Sem Elas
Golpe de Estado

Elas tem o dinheiro
Mas eu não tenho preço
Mas sou só solidão

Sem elas,
Quando a noite é fria
É eu não adormeço
Sou só solidão

Sem elas,
Torça prá que um dia
Eu aconteça
Que eu sou só solidão

Sem elas,
Cuidado ! Não brinque
Com minha cabeça
Sou só solidão

Entra à toa, fica na boa
Coberta da garoa
Entra à toa, fica na boa
Coberta da garoa

De São Paulo à Bagdá
Não dá !
Sou só solidão

Sem elas, 
Consegui cair
Sem me machucar
Sou só solidão

Roubam meu tempo
E meus pensamentos
Nuas e vestidas
Ardentes momentos

Droga perigosa
Que eu mais me entorpeço
Droga perigosa...