Tudo as coisas ou algo assim

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Agrotóxico - Inocentes que morrem





Inocentes que morrem
Agrotóxico

Policiais derrubam portas
Mais uma noite de horror
Desalmados comandados
Atirando sem dor
Crianças choram,
Mulheres se escondem
Balas se cruzam,
Inocentes que morrem

O final dessa história
Todos já conhecem
A indústria do crime
Venceu mais uma vez
Comunidade massacrada
Não consegue entender
Policiais e civis
Mortos ao amanhecer

Drogas e armas fazem
A sobrevivência de juízes,
Traficantes, sociedade
Em decadência
Para que acabar com lucro
E a manipulação? Viciados
Representam uma nova
Geração