Tudo as coisas ou algo assim

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Ratos de Porão - Sofrer




Sofrer
Ratos de Porão

A minha cabeça dói
Não consigo entender
A minha dúvida agora é bem maior
Não nasci para sofrer

Não!

Sinto só gosto de sangue
E vontade de fugir
Violência pura agora é quase um prazer
Não confio em mais ninguém

A vida me escolheu
Não bebo pra esquecer
Assim me sinto bem mal!

Mal!

O que fazer
Pra conseguir
Uma razão pra mudar?

Sem perdoar
Sem discutir
Nunca vou dar meu braço a torcer

Vivendo nas ruas
Com a morte do meu lado
A fome me persegue
Pra mim dá tudo errado
Não sei se tenho família ou não

Não penso no futuro
Só tenho incertezas
O que resta da minha vida
É só desilusão
Não quero sua ajuda
Por favor

Agressão
Compaixão
Vem me confundir

Emoção
Distorção
Paro para pensar

Sentimento
Um momento
De reflexão

Sem amor
Sem pudor
Não quero nem saber

Fecho os olhos para o mundo
Que um dia me esqueceu
Minha vida nunca teve algum valor
Vou morrer sem desistir

Não!