Tudo as coisas ou algo assim

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Agrotóxico - Escravizados





Escravizados
Agrotóxico
  
Plante no seu peito a semente da indignação
Abandone o comodismo e adote a subversão
Exija liberdade não aceite a exploração
Não seja conformado e aprenda dizer não

Escravizados, somos eu e você
Acomodado, jamais...

Sentado no seu quarto espera o tempo passar
Mente pra si mesmo e espera vida melhorar
Estranho no seu mundo, não vê mais solução
Esperança não existe só tédio e desilusão

Escravizados, somos eu e você
Acomodado, jamais...

Dia após dia nada muda ao seu redor
Sem dinheiro, sem emprego vivendo no mundo só
Você está na mira porque a vítima é você
Da sua própria impotência que te impede de viver

Escravizados, somos eu e você
Acomodado, jamais...