Tudo as coisas ou algo assim

terça-feira, 5 de junho de 2012

Golpe de Estado - Nem Polícia Nem Bandido






Nem Polícia Nem Bandido
Golpe de Estado

Tem gente que usa / na mesma blusa 
Dois distintivos 
Tem gente que abusa 
Nem é policia, nem é bandido

Tem gente que usa / na mesma blusa 
Dois distintivos 
Tem gente que ajuda  
Nem é policia, nem é bandido

Sai da boca do luxo / sai da boca do lixo 
Sai de todas as boca do mendingo e do rico 
Cigano sem destino / clandestino, sem visto 

Tá baleado mas não está ferido 
Tá sossegado no meio do perigo 
Não foi pra guerra
Mas é guerrilheiro 
Quando nasceu já era estrangeiro 

Tem gente que usa / na mesma blusa 
Dois distintivos 
Tem gente que abusa 
Nem é policia, nem é bandido

Tem gente que usa / na mesma blusa 
Dois distintivos 
Tem gente que ajuda (abusa) 
Nem é policia, nem é bandido

No meio dessa zona / agente tem que se virar 
Levanta vem pra tona / pra poder respirar 
Quem tà com tudo / não tem nada a conquistar 
Quando tudo já se encontra fora de lugar 

Tem algo errado, mas tá tudo certo 
O que era água vai virar deserto 
Tem algo errado, mas tá tudo certo 
O que tava longe tá chegando perto 

Tem gente que usa / na mesma blusa 
Dois distintivos 
Tem gente que abusa 
Nem é policia, nem é bandido

Tem gente que usa / na mesma blusa 
Dois distintivos 
Tem gente que ajuda  
Nem é policia, nem é bandido

Sai da boca do luxo 
Sai da boca do lixo 
Sai de todas as bocas 
Do mendingo e do rico 
Tá com o mesmo uniforme 
Mas não joga no time 
Não fez nada de bom 
Nem cometeu nenhum crime 
Foi pro tribunal, mas não foi julgado 
Não é inocente, nem é culpado 
Não foi pra guerra, mas é guerrilheiro
Quando nasceu já era estrangeiro

Nem é policia, nem é bandido